Quarteto Fantástico

Como Deixar Fantástico o Filme do Quarteto Fantástico (2015)

Estávamos em Ubatuba, em julho de 2005, curtindo as férias. Em meio a jogos de RPG, filmagens sem noção, Cavaleiros do Zodíaco do PS2 (destruiu vários controles), comics do Star Wars e estudo das regras do Call of Cthulhu, resolvemos ir ao cinema assistir à estreia do Quarteto Fantástico. Naquela época, o Capitão América (Chris Evans) era o Tocha Humana.

Depois do filme, comentei:

Então, foi mais ou menos, né?

— Palhão, Quarteto Fantástico É algo mais ou menos — respondeu Bruno Leão.

Tive a mesma reação ao filme de 2007 e ao desse ano, apesar dos efeitos especiais bem melhores no último. Então, se você ainda não correu para o cinema para se decepcionar, como eu, faça o seguinte: assista ao filme, nunca lançado, de 1994, a seguir.

Os efeitos dos anos 80 usados no filme de duas décadas, feito às pressas, vão calibrar seus receptores de efeitos. Além disso, a história, com humor meio pastelão, ajudará a não levar o desse ano tão a sério. Ademais, as legendas com erros de português e com sincronismo ruim vão fazer você ser grato aos avanços da arte de legendar. Ainda, os uniformes toscos vão fazer os novos parecerem a última moda em Paris. Os únicos pontos a favor do filme mais antigo são o maior número de vilões e um pouco mais de ação.

Então, depois dessa tortura (necessária para qualquer nerd), o filme novo será, realmente, fantástico.

Anúncios

2 comentários sobre “Como Deixar Fantástico o Filme do Quarteto Fantástico (2015)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s