Lutando pela boa literatura

“Boa literatura”? Mas ler muito, ler qualquer coisa, ler sempre, não faz bem?

Não é bem assim…

Hoje há um grande movimento que diz que ler muito e ler de tudo é muito bom. “Ah, você tem que saber os outros pontos de vista”.

Muito cuidado com “saber os outros pontos de vista”. Meu filho pequeno precisa saber do ponto de vista de um assassino? Acho que não… De um antiherói que seja? Melhor não…

Temos algo em nossas mentes que se chama imaginário. É o conjunto de coisas que vemos e às quais recorremos para interpretar o mundo à nossa volta. E, adivinhe só, se nosso imaginário for 90% lixo, já que consumimos tudo o que vemos pela frente, o que acontece? Sim, vamos achar que tudo em volta é lixo.

E, pior, sequer vamos saber por que pensamos o que pensamos! Vai parecer que há diferentes “verdades”, enquanto há somente uma Verdade. Vai parecer que nada na vida se conecta; tudo o que há é uma colcha de retalhos das coisas que gostamos e consumimos.

Deixa eu dar um exemplo de um best-seller mundial. Você já deve ter ouvido falar de Diário de um banana, não? Digamos que seu filho consuma a série inteira e que não leia muito mais que isso. Tudo o que importará em sua vida estará relacionado com a popularidade na escola. Nem de longe isso seria algo tão relevante quanto disciplina, bondade, família, sabedoria, paciência, persistência, prudência ou qualquer outra virtude que eu possa enumerar aqui.

Mas, já que todo mundo disse que era bom, por que não comprar e dar para o meu filho? É um best-seller, oras!

Sejamos vigilantes, pois muito do que nos cerca não vale a pena.

Tendo as virtudes em vista, comecei a escrever os contos que você lê nesse blog. E, por perceber que a qualidade da literatura decai junto com nossa capacidade de atenção na medida em que somos mais e mais bombardeados de informação por todos os lados, me propus a escrevê-los.

Por mais que eu não seja profissional algum e não me equipare, nem de longe, aos nomes do passado, acredito ser capaz de influenciar positivamente a educação de nossos filhos.

Para chegar mais longe, já que muitos pais não leem para os filhos a partir do computador ou do celular (e fazem muito bem!), parti para a publicação física, por mais empecilhos que tenha encontrado.

O caminho por editoras é impossível para alguém que não tenha nome, como eu, pois exemplares de poucas páginas não saem por menos que R$35,00.

Assim, resolvi produzir as obras eu mesmo, contratando um ilustrador para embelezar as páginas dos meus escritos. Cheguei a um preço de R$9,90 (que talvez não cubra todo o custo do frete), mas que acredito ser “pagável” pela maior parte das pessoas por um livreto de 20 páginas ilustrado. E, para não ficar no prejuízo, acrescentei ao projeto a opção de e-book para quem desejar, que não me custará frete, compensando um pouco a versão física.

Sim, não será nada muito chique; será impresso em casa e grampeado; mas será uma primeira tentativa de chegar às crianças, de cujos pais eu gostaria de ouvir se estou no caminho certo.

Peço a gentileza de acessar o link a seguir para saber mais sobre o projeto e conto com sua contribuição!

https://www.kickante.com.br/pre-venda-coletiva/lancamento-do-livreto-fisico-e-do-e-book-davi-a-bolha-de-sabao-e-os-passaros

Muito grato!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.