Mídia Social

Importância do Marketing Digital

Planejamento Estratégico

É um processo usado para a definição de objetivos e alocação de recursos para atingi-los. Aplicado, geralmente, em empresas, pode ser subdividido para cada setor de uma companhia, de modo que se contribua com o objetivo global. Ainda, reduzível ao nível pessoal para planejamento de carreira ou de ações dentro de uma corporação, em prol do setor e, por sua vez, da empresa.

No setor de marketing, os objetivos têm sofrido uma revolução com o avanço das mídias digitais. Pesquisas têm mostrado que as estratégias de uma via — das empresas para os consumidores — já não são efetivas, requerendo uma abordagem em mão dupla. Hoje, o planejamento estratégico de marketing deve considerar a influência recebida por um cliente em cada passo do processo de compra, bem como a maneira como ele é capaz de interferir nas escolhas de outros.

Análise SWOT

Uma das ferramentas disponíveis para a elaboração da estratégia é a análise SWOT. A sigla significa pontos fortes (strengths), pontos fracos (weaknesses), oportunidades (opportunities) e ameaças (threats). Do ponto de vista interno à companhia, quaisquer vantagens como bons preços, rapidez na transformação de uma nova ideia em produto, adaptação veloz às mudanças do mercado, entre outras, caracterizam os pontos fortes. Por outro lado, ineficiências internas, dificuldade para entender as necessidades dos clientes e produtos de baixa qualidade são alguns exemplos de fraquezas. Agora, considerando o ambiente externo à empresa, fatores que influenciem a empresa positivamente, como crescimento do mercado, competição encerrando operações, etc., são oportunidades. Finalmente, condições externas desfavoráveis, como aumento de impostos, economia em retração e novos concorrentes, são as ameaças. Depois de uma análise dos fatores internos e externos, o plano de marketing pode ser traçado de forma a aproveitar os pontos fortes e as oportunidades.

Objetivos SMART

Ao fazer o planejamento, uma empresa pode utilizar os objetivos SMART (inteligentes). Eles definem que as metas devem ser específicas (specific), medíveis (measurable), atingíveis (achievable), realísticas (realistic) e com tempo definido (timely). Considerando os dois primeiros aspectos, assim que um objetivo é especificado, torna-se possível desenvolver uma forma de medir seu progresso. Se não pode ser medido, não pode ser atingido. Entretanto, o contrário não é verdadeiro. Mesmo que um propósito seja quantificável, limitações da empresa podem torná-lo infactível. Assim, a meta pode ser realística, uma vez que pode ter sido atingida por outra corporação, mas inatingível em determinado caso. Além disso, um limite de tempo deve ser definido. Levar tempo demais para chegar a uma meta pode torná-la ultrapassada devido à natureza dinâmica do mercado, especialmente o digital. Finalmente, mesmo que ser SMART não seja uma tarefa fácil, pode tirar objetivos do domínio do devaneio e trazê-los para o mundo real.

Modelo de Maturidade dos Negócios Digitais

Define o nível de sofisticação das empresas de acordo com sua presença digital. Mesmo que uma delas nunca tenha tentado ter visibilidade digital, consumidores e os robôs dos mecanismos de busca podem acabar criando algum conteúdo online a respeito dela. Esse é o nível de maturidade 0. Quando uma empresa cria um site e, no máximo, envia propagandas, ela atinge o nível 1. Ainda, considera-se que chegou ao nível 2 quando está engajada com os clientes através das mídias sociais e outras ferramentas digitais. Além disso, o último estágio atingível até agora — o nível 3 — é atingido quando um negócio não precisa de estrutura física alguma, existindo somente no universo digital. Porém, apesar do limite atual, novas classes são esperadas no futuro, na medida em que a tecnologia evolui e cria oportunidades.

Identificando seu nível, uma empresa é capaz de almejar e se planejar para atingir o próximo, aumentando a eficácia do seu marketing digital.

A Jornada do Consumidor Para a Compra Online

O marketing digital mudou as regras do jogo. No passado, a TV, o rádio, outdoors, panfletos, revistas e jornais eram os principais veículos de comunicação unidirecionais. Eles atingiam o cliente pontencial, que decidia se compraria ou não. Todavia, hoje, os canais originais ainda podem acender o interesse do consumidor mas, raramente, culminarão na compra imediata. Frequentemente, iniciará o momento zero da verdade (zero moment of truth — ZMOT), quando se inicia a busca por mais informações a respeito de um produto no site do fabricante, em avaliações em páginas de lojas, nas mídias sociais, entre outras fontes. Então, decidindo, o cliente procurará onde comprar. Na iminência da aquisição fica o primeiro momento da verdade (first moment of truth — FMOT), quando as condições de compra e facilidade para encontrar o produto influenciam o cliente. Em seguida, ele começará a usar o produto e verificar sua qualidade e características. Então, compartilhará suas impressões, gostos e desgostos, acrescentando informações para outros ainda no ZMOT. Esse é o segundo momento da verdade (second momento of truth — SMOT), que “conclui” a jornada do consumidor para a compra (consumer journey to purchase — CJP), mesmo que esse momento se estenda por um longo período.

Anúncios

11 comentários sobre “Importância do Marketing Digital

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s