Tron: Legacy (2010)

Tron

O primeiro filme, de 1982, que fui assistir somente 28 anos depois do lançamento, foi revolucionário para sua época. Para começar, foi produzido pela Walt Disney Productions, tinha muitas cenas de computação gráfica muito avançada para a época, além de usar a técnica de backlit animation, onde se filma em preto e branco e se colore posteriormente. Justamente por causa do último efeito, cuidado com a qualidade do filme que você arranjar ou vai terminar o filme com uma dor de cabeça.

Poster do Tron (1982)
Poster do Tron (1982)

Sua continuação, Tron: Legacy, foi sair só em 2010 e, aí sim, fui assistir no cinema. Jeff Bridges e Bruce Boxleitner voltam em seus papéis originais e, com 28 anos de evolução da computação gráfica, não tinha como não ter efeitos fantásticos. Recomendo e trago boas notícias: está disponível no Netflix!

Tron: Legacy (2010)
Tron: Legacy (2010)

No dia em que assisti à continuação, saí do cinema, que ficava em um shopping, entrei em uma loja de eletrônicos e comprei Tron Evolution, um game para PSP, e Tron: Evolution para PS3. Joguei o primeiro muito pouco. São vários minigames incluindo batalha de tanques, batalha de discos e corridas com as lightcycles. Já no do PS3, devo ter investido umas 100 horas. A história, paralela à do filme, é cativante. As lutas e fases com as motos são super bem construídas, além de oferecer um desafio interessante. E a quantidade de gente que colocam contra você te deixa com uma sensação de poder incrível (quando você não perde, claro). Então, depois que cheguei no fim, fui para o modo online. Quando achei que já tinha visto tudo, descubro esse modo ainda mais divertido! Em uma fase, há batalhas para conquista de áreas ou puramente para o acúmulo de pontos. Modéstia à parte, não demorei para aprender as técnicas dos meus oponentes. Assim, eu dava um bom trabalho para meus adversários 😀

Tron: Evolution para PS3
Tron: Evolution para PS3

Finalmente, para arrematar o artigo, descobri, esse ano, o Tron: Uprising. É uma série de menos de 20 episódios, que passou no Disney X D de 2012 a 2013. Não tive a sorte de ver nessa época mas, vejam só, também está disponível no Netflix! Essa série me divertiu um bocado antes do meio do ano e deixou a vontade de ver o que vem em seguida. Infelizmente, a Disney não sabe, ainda, se vai continuá-la. Mas espero que sim! E ainda, vamos torcer para a Disney encontrar um espacinho na agenda lotada dela para continuar a produção do Tron 3. Bom fim de semana!

Tron Uprising
Tron Uprising
Anúncios

10 comentários sobre “Tron

    1. Se um dia tiver acesso ao antigo, vale a pena assistir!

      A história é mais legal que a do segundo. Só é preciso ter paciência com os efeitos, que eram os melhores da época mas não chegam nem perto do que temos hoje.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s