Pomodoro

Como gerenciar seu tempo (parte 3)

A cada dia surgem mais distrações digitais em nossas vidas. A primeira de que me lembro é o e-mail, mas dessa é difícil escapar quando usado para o trabalho. Depois dessa, veio outra, que já não ajudava tanto no horário comercial: o Orkut. “Uma olhadinha rápida não vai fazer mal”, pensávamos. “Deixa eu ver só mais umas fotinhos”, “Nossa, preciso entrar pra essa comunidade”, ou “Vamos ver o que fulano está aprontando”, são alguns exemplos das tentações que nos atormentavam. Apesar do Orkut ter começado a perder a graça quando o spam o invadiu, o substituto perfeito logo veio em nosso “auxílio”: o Facebook. O chat e aplicativo para celular estavam quase dominando nossa atenção quando apareceu um ladrão de tempo ainda maior: o WhatsApp. Aí sim, não só o trabalho ficou comprometido, como também as relações pessoais. Entretanto, somente “ao vivo”, pois as relações virtuais ganharam um grande impulso.

Uma das ferramentas que podem ajudar a manter o controle é a Técnica de Pomodoro. Em sua versão original, ela diz que seu tempo deve ser quebrado em intervalos de vinte e cinco minutos para trabalho, seguidos de cinco minutos para uma pausa. Durante o tempo reservado para o trabalho, você não deve permitir que nenhuma interrupção aconteça. Dessa forma, sua concentração pode ser completamente empregada na tarefa sendo executada, uma vez que seu cérebro sabe que em menos de meia hora haverá uma recompensa.

Pode parecer que interrupções tão frequentes podem impedir que um trabalho seja bem executado. Porém, a premissa da técnica é tirar a sua mente da tarefa por algum tempo, pensar em algo diferente, pegar um copo de água, alongar o pescoço, ou fazer qualquer outra coisa que não lhe absorva demais para que, ao voltar ao trabalho, sua atenção esteja renovada.

Particularmente, venho usando a técnica há algum tempo e, para mim, ela funciona na maioria dos casos, além de eu ter experimentado até um aumento de disposição. Até agora, ela só falhou quando eu precisei realizar alguma reflexão prolongada para resolver algum problema muito complexo. Nesse caso, a pausa após apenas vinte e cinco minutos atrapalhou a continuidade das ideias. Entretanto, identificar se a execução de determinada tarefa será beneficiada pela técnica não é uma tarefa simples. Ainda assim, em caso de dúvida, recomendo que a utilize e, se não funcionar, deixe o cronômetro de lado por algum tempo.

E, por falar em marcadores de tempo, há uma grande variedade de programas para todas as plataformas. Por exemplo, para Android, há o ClearFocus e o Pomodroido. Para iOS, o Pomodoro Timer e o Flat Tomato. E, para Windows, Mac e Linux, o Tomighty, que é o que eu uso.

Ainda, a Técnica de Pomodoro diz que, a cada quatro pomodoros (intervalos de vinte e cinco minutos), troca-se o intervalo de cinco para um de quinze minutos. Dessa forma, você não precisa se descuidar da alimentação para aumentar sua eficiência.

Seguramente, essa não é a única maneira de melhorar sua produtividade. Você usa ferramentas ou técnicas diferentes? Compartilhe nos comentários!

Anúncios

2 comentários sobre “Como gerenciar seu tempo (parte 3)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s